Hand Spinner – a nova mania

Há uns 10 dias as crianças não falam de outra coisa que não os Hand Spinners!

hand spinner

O que é Hand Spinner?

Hand spinner é um brinquedo que serve como um amenizador da ansiedade e do stress. Consiste num equipamento que quando impulsionado começa a girar constantemente na ponta dos dedos do seu usuário.

fonte

É um misto de brinquedo, passatempo e objeto de relaxamento (mas não terapêutico – OK??).

A brincadeira é tão simples que vicia! E algumas escolas já estão até proibindo o uso.

As crianças aqui piraram porque os YouTubers amados estão falando disso sem parar. E lá fui eu procurar alguns vídeos sobre o hand spinner para entender mais.

E tem YouTuber ensinando a fazer. peguei o vídeo do Manual do Mundo que eu achei o mais legal!

Quer fazer um cartão de aniversário com SPINNER? Tem o free download aqui.

Tem vários modelos e com certeza a criançada vai achar um que agrada!

O pretinho básico também está em por aqui! Com os rolamentos escondidos:

hand spinner

Tem o modelo holográfico! AME-EI!

hand spinner holográfico

E tem em formato de estrela também.

hand spinner estrela

Tem outro parecido com um objeto do Homem de Ferro:

hand spinner

E ainda tem com led! UAU!!

hand spinner

O hand spinner custa cerca de R$ 20 e já vi para comprar em lojas de produtos geeks e em diversas lojas virtuais. (mas há quem diga que nas lojinhas da China é possível achar por R$ 8)

Mas vou tentar fazer um tutorial com o modelo que a Isa quer fazer e se der certo mostro aqui!

Gostaram de dica?
beijos
Lele

Tags: , ,

4 comentários em "Hand Spinner – a nova mania"

  1. Tá uma febre mesmo né? Aqui ainda não pediram, mas se pedirem vou mandar eles fazerem claro rsrs
    beijo

  2. Quase comprei um hoje, pra mim! Hahahaha.
    Beijos

    1. HAHAHHA são duas então! HSHAHHAHAH

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2008-2017 © Eu, ele e as crianças | Criação: Helena Sordili | Desenvolvimento: Carranca Design Carranca Design por Felipe Viana